“O RETORNO DO HERÓI” IRONIZA AS RELAÇÕES ENTRE ATORES E ROTEIRISTAS.

Por Celso Sabadin.

Quando vi o trailer de “O Retorno do Herói”, admito que torci o nariz, imaginando que o filme seria apenas uma  simples Sessão da Tarde. Estava errado: um roteiro muito bem tramado e muito bem solucionado, aliado a uma direção cheia de vigor e agilidade, fazem do longa um ótimo programa.

Vencedor do Oscar de Ator pelo filme “O Artista”, Jean Dujardin vive um certo capitão Neuville – galanteador, mentiroso e aproveitador – que é convocado para a frente de batalha exatamente no dia em que pede a mão de Pauline em casamento. A garota fica arrasada, principalmente pela falta de notícias de seu amado, que lhe prometera escrever todos os dias. Elizabeth (Mélanie Laurent, ótima), na tentativa de amenizar o sofrimento de sua irmã Pauline, passa então a forjar apaixonantes cartas heroicas, como se elas fossem escritas por Neville. Uma farsa inteligente e ardilosa, mas que não conseguirá se sustentar para sempre.

Muito mais que uma divertida história de amor ambientada em tempos de guerra, o espertíssimo roteiro de Gregoire Vigneron e Leonard Tirard (ambos com experiência em adaptar para o cinema histórias de Astérix e de O Pequeno Nicolau), aborda o intenso conflito de egos que se desenvolve entre Neville e Elisabeth. Ela, até então apenas uma donzela mimada vivendo no luxo da casa dos pais, se descobre, através das cartas, uma exímia escritora de ficção. E ele, que pautou toda sua vida em mentiras e fantasias, se entusiasma pelo seu próprio talento de ator… ainda que repleto de canastrice (ideal para Dujardin, diga-se). Ambos querem, no fundo, o carinho e a admiração de suas plateias.

“O Retorno do Heroi” acaba sendo, então, uma simpática alegoria metafórica sobre a eterna briga entre roteiristas e atores, com os primeiros sempre reclamando da atuação dos segundos, e os segundos sempre insatisfeitos com as criações dos primeiros.

Tudo isso com uma direção das mais ágeis do também roteirista Tirard, que não deixa o interesse pela trama cair em momento algum.

A estreia é em 20 de setembro.